Logo

Cardiologia

3 minutos de leitura

Ponte de safena: para que serve e quando é indicada

A ponte aorto-coronária, também conhecida como ponte de safena, é um procedimento utilizado para desobstruir a circulação sanguínea para o coração.
FV
Dra. Flávia Verocai - Médica - MédicaAtualizado em 12/01/2024
Ponte de safena: para que serve e quando é indicada

As artérias coronárias são vasos sanguíneos responsáveis por fornecer sangue rico em oxigênio ao coração, garantindo sua funcionalidade e bem-estar. Sendo assim, obstruções nessas estruturas podem levar a uma série de problemas cardíacos, incluindo angina, infarto do miocárdio e insuficiência cardíaca. Uma das opções de tratamento para o entupimento das artérias coronárias é a ponte de safena, ou cirurgia de revascularização miocárdica, que pode utilizar uma veia já existente no nosso corpo, a safena, e em alguns casos, a artéria radial, localizada no braço.​

O que é uma ponte de safena? A Dra. Flávia Verocai, coordenadora da Unidade Cardiointensiva do Hospital São Lucas Copacabana, explica que a cirurgia de revascularização miocárdica com ponte de safena é uma técnica que, utilizando enxertos do corpo do próprio paciente, cria rotas alternativas para a circulação sanguínea em caso de obstrução das artérias coronárias. Essa “ponte" é estabelecida através das safenas, longas veias nas pernas que, durante a cirurgia, são realocadas ligando a Aorta ao coração.

Como prevenir a necessidade de uma ponte de safena? A melhor forma de prevenir a necessidade de uma cirurgia de ponte de safena é cuidar bem do seu coração para evitar o desenvolvimento de fatores de risco. Isso pode ser feito a partir de alimentação saudável, prática regular de atividades físicas, combate ao tabagismo e à obesidade.

Quando a ponte de safena é indicada? Segundo a especialista, “a cirurgia de revascularização miocárdica é indicada para casos em que não há possibilidade de tratamento pela angioplastia coronária percutânea, procedimento para desobstrução via cateter", afirma.

Como funciona a recuperação após a cirurgia? Dois dos principais sintomas pós-cirurgia de ponte de safena são incômodo no peito e inchaço na perna de onde saiu a veia. Porém, segundo a Dra. Flávia, “nenhum dos dois desconfortos causa danos à saúde, e podem ser resolvidos com meias elásticas e repouso relativo durante o primeiro mês".

Quanto à saúde do coração, adaptações na rotina são essenciais para a boa recuperação, bem como para prevenir novas obstruções. Bons hábitos incluem:

Ter uma alimentação balanceada indicada por nutricionista; Controlar a pressão arterial; Manter o colesterol sempre abaixo de 190 mg/dl e o LDL inferior a 50; Parar de fumar; Praticar atividades físicas supervisionadas por preparador físico e autorizadas por um cardiologista; Tomar corretamente a medicação prescrita.

Após a ponte de safena, terei alguma limitação? Geralmente, a recuperação após a cirurgia de ponte de safena ocorre com tranquilidade e o paciente pode retomar suas atividades normalmente.

Cardiologia no Hospital São Lucas Copacabana: atendimento com conforto e segurança no coração do Rio de Janeiro A cardiologia é um dos principais focos de atuação do Centro Médico São Lucas. O espaço, conduzido por uma equipe multidisciplinar especializada em diversas áreas cardiovasculares, une conforto, tecnologia e segurança para oferecer ao paciente uma experiência médica de excelência em quadros de baixa e alta complexidades.

Acompanhamento cardioncológico; Acompanhamento para pacientes cardiopatas; Arritmia e eletrofisiologia; Avaliação de anestesiologista; Avaliação de fisioterapia; Avaliação de miocardiopatias; Avaliação para cirurgia cardíaca; Avaliação para procedimentos de hemodinâmica; Avaliação para transplante cardíaco; Cardiopatia estrutural; Cirurgia vascular. Doença coronariana; Doenças orovalvares; Insuficiência cardíaca; Prevenção cardiovascular; Risco cirúrgico.​​ Exames especializados Ecocardiograma transtorácico; Eletrocardiograma (incluído na consulta); Holter digital; M.A.P.A. (monitorização ambulatorial da pressão arterial); Teste cardiopulmonar e ergométrico; Ultrassom vascular (arterial e venoso). Além do acompanhamento especializado com equipe multidisciplinar, incluindo nutricionistas e psicólogos, também há a possibilidade de interação entre cardiologistas, oncologistas e cirurgiões para avaliação de pacientes e casos específicos.

Unidade Cardiointensiva do Hospital São Lucas Copacabana ​No hospital, a Unidade Cardiointensiva é especializada no acolhimento de pacientes com problemas cardiológicos que precisam de observação intensiva, portadores de síndrome coronária aguda ou recém-operados de cirurgia cardíaca e vascular. Aqui, o paciente de alta complexidade é amparado pelo que há de melhor em tecnologia para monitorização e realização de exames e procedimentos. Seus 21 leitos são individuais e projetados para oferecerem segurança, comodidade e privacidade aos pacientes.

O paciente cardiopata encontra no Hospital São Lucas Copacabana procedimentos diagnósticos e terapêuticos de ponta para casos de baixa e alta complexidade.

Para mais informações, consulte nossos canais de atendimento.​

Agendar consulta

Escrito por
FV

Dra. Flávia Verocai

Médica | Médica
Coordenadora da Unidade Cardiointensiva do Hospital São Lucas Copacabana

Artigos Relacionados

Angioplastia: o que é, quais são os tipos, para que é indicada e como se dá a recuperação

Cardiologia

4 min

Angioplastia: o que é, quais são os tipos, para que é indicada e como se dá a recuperação

Cateterismo cardíaco: o que é, quando realizar o exame e como é feito?

Cardiologia

4 min

Cateterismo cardíaco: o que é, quando realizar o exame e como é feito?

​É bastante provável que você já tenha ouvido a palavra cateterismo em algum momento, mas você sabe o que é isso? Entenda.
Ergoespirometria: o que é e como é feito o teste cardiopulmonar de exercício?

Cardiologia

5 min

Ergoespirometria: o que é e como é feito o teste cardiopulmonar de exercício?

Exame realizado em esteira ou bicicleta ergométrica avalia possíveis alterações cardíacas
Dor no tórax: o que é, causas, como identificá-la e tratá-la?

Cardiologia

4 min

Dor no tórax: o que é, causas, como identificá-la e tratá-la?

Ver mais artigos
Escrito por
FV

Dra. Flávia Verocai

Médica | Médica
Coordenadora da Unidade Cardiointensiva do Hospital São Lucas Copacabana