Logo

Cardiologia

4 minutos de leitura

Ataque cardíaco: saiba o que é, como identificar os sinais e qual é o tratamento

FV
Dra. Flávia Verocai - Médica - MédicaAtualizado em 12/01/2024
Ataque cardíaco: saiba o que é, como identificar os sinais e qual é o tratamento

​​O corpo humano é uma complexa estrutura que se interliga e tem o coração como um dos principais órgãos. Isso significa que, quando ocorre algum problema no músculo cardíaco, outras áreas também podem ser afetadas.

Sendo assim, o ideal é adotar um estilo de vida que inclua hábitos saudáveis e acompanhamento médico para evitar cardiopatias e situações de emergência, como um ataque cardíaco, também conhecido como infarto. A seguir, a Dra. Flávia Verocai, coordenadora da Unidade Cardiointensiva do Hospital São Lucas Copacabana, tira as principais dúvidas sobre a doença.

O que é ataque cardíaco?

A especialista explica que o infarto agudo do miocárdio, ou ataque cardíaco, ocorre quando células do coração entram em sofrimento pela falta de oxigenação decorrente da obstrução de fluxo sanguíneo.

Como prevenir?

Ainda que pessoas com mais de 55 anos tenham mais chances de sofrer com esse mal, as principais causas de ataque cardíaco estão relacionadas com fatores que podem ser evitados, como:

  • sedentarismo;
  • diabetes não controlado;
  • hipertensão;
  • obesidade;
  • tabagismo;
  • colesterol alto;
  • estresse;
  • abuso de entorpecentes.

Sendo assim, praticar atividades físicas regularmente, fazer um acompanhamento nutricional e manter consultas e exames médicos em dia são importantes cuidados que evitam diversos problemas de saúde, incluindo o infarto. Por fim, fuja do estresse sempre que possível: cultive um hobby, reserve um tempo apenas para descanso e esteja cercado por pessoas que fazem você feliz. Isso faz bem não apenas para o coração, mas para a alma também.

Sintomas de ataque cardíaco

A dor no tórax é o mais conhecido indício de ataque cardíaco. Porém, nem sempre ela se manifesta, principalmente se o paciente for uma pessoa idosa ou do sexo feminino. Por isso, atente-se a outros sinais comuns:

  • palidez;
  • sudorese fria;
  • dificuldade para respirar;
  • fadiga intensa;
  • dor de estômago;
  • desmaio;
  • sensação de mal-estar;
  • formigamento nos ombros (principalmente do lado esquerdo);
  • náuseas.

Ataque cardíaco em jovens: quais são os sinais?

Frequentemente, associamos o ataque cardíaco aos idosos e, por causa de fatores de risco, pessoas mais maduras realmente são a maioria dos casos. Embora o ataque cardíaco seja menos comum em jovens, eles também podem ser acometidos por esse mal súbito mesmo estando saudáveis, já que a condição tem relação com alterações genéticas. O principal sintoma é a típica dor no peito, como pressão ou queimação, que pode ocorrer no centro do tórax e irradiar para o lado esquerdo do corpo.

Suspeita de ataque cardíaco: o que fazer?

O socorro imediato é essencial para aumentar as chances de um desfecho positivo. Por isso, caso sinta (ou presencie) os sintomas mencionados anteriormente, busque atendimento médico imediatamente. Nunca tome medicamentos sem orientação profissional, pois pode interferir no quadro.

Tratamento

A Dra. Flávia detalha o processo de avaliação e tratamento do ataque cardíaco na Unidade Cardiointensiva do Hospital São Lucas Copacabana: _“Ao chegar ao hospital, o paciente é encaminhado para a triagem, na qual terá a pressão aferida, e, em seguida, passa por exames que avaliarão seu estado de saúde e a extensão do ataque cardíaco.

Com esses resultados, o médico verifica se há necessidade de procedimentos mais complexos, como o cateterismo, para diagnóstico, e a angioplastia, para desobstrução das artérias coronárias. Ao fim do tratamento hospitalar, o paciente continua sendo acompanhado por profissionais de cardiologia e nutrição, por exemplo." _

Cardiologia no Hospital São Lucas Copacabana: atendimento com conforto e segurança no coração do Rio de Janeiro

A cardiologia é um dos principais focos de atuação do Centro Médico São Lucas. O espaço, conduzido por uma equipe multidisciplinar especializada em diversas áreas cardiovasculares, une conforto, tecnologia e segurança para oferecer ao paciente uma experiência médica de excelência em quadros de baixa e alta complexidade.

  • Acompanhamento cardioncológico
  • Acompanhamento para pacientes cardiopatas
  • Arritmia e eletrofisiologia
  • Avaliação anestesiológica
  • Avaliação fisioterapêutica
  • Avaliação de miocardiopatias
  • Avaliação para cirurgia cardíaca
  • Avaliação para procedimentos de hemodinâmica
  • Avaliação para transplante cardíaco
  • Cardiopatia estrutural
  • Cirurgia vascular
  • Doença coronariana
  • Doenças orovalvares
  • Insuficiência cardíaca
  • Prevenção cardiovascular
  • Risco cirúrgico

Exames especializados

  • Ecocardiograma transtorácico
  • Eletrocardiograma (incluído na consulta)
  • Holter digital
  • Monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA)
  • Teste cardiopulmonar e ergométrico
  • Ultrassom vascular (arterial e venoso)

Além do acompanhamento especializado com equipe multidisciplinar, incluindo nutricionistas e psicólogos, também há a possibilidade de interação entre cardiologistas, oncologistas e cirurgiões para a avaliação de pacientes e casos específicos.

Unidade Cardiointensiva do Hospital São Lucas Copacabana

No hospital, a Unidade Cardiointensiva é especializada no acolhimento de pacientes com problemas cardiológicos que precisem de observação intensiva, portadores de síndrome coronária aguda ou recém-operados de cirurgia cardíaca e vascular. Aqui, o paciente de alta complexidade é amparado pelo que há de melhor em tecnologia para monitorização e realização de exames e procedimentos. Os 21 leitos da unidade são individuais e projetados para oferecer segurança, comodidade e privacidade aos pacientes.

O paciente cardiopata encontra, no Hospital São Lucas Copacabana, procedimentos diagnósticos e terapêuticos de ponta para casos de baixa e alta complexidade. Para agendar uma consulta, entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo número (21) 2545-4000 (opção 2).

Agendar consulta

Escrito por
FV

Dra. Flávia Verocai

Médica | Médica
Coordenadora da Unidade Cardiointensiva do Hospital São Lucas Copacabana

Artigos Relacionados

Angioplastia: o que é, quais são os tipos, para que é indicada e como se dá a recuperação

Cardiologia

4 min

Angioplastia: o que é, quais são os tipos, para que é indicada e como se dá a recuperação

Cateterismo cardíaco: o que é, quando realizar o exame e como é feito?

Cardiologia

4 min

Cateterismo cardíaco: o que é, quando realizar o exame e como é feito?

​É bastante provável que você já tenha ouvido a palavra cateterismo em algum momento, mas você sabe o que é isso? Entenda.
Ergoespirometria: o que é e como é feito o teste cardiopulmonar de exercício?

Cardiologia

5 min

Ergoespirometria: o que é e como é feito o teste cardiopulmonar de exercício?

Exame realizado em esteira ou bicicleta ergométrica avalia possíveis alterações cardíacas
Dor no tórax: o que é, causas, como identificá-la e tratá-la?

Cardiologia

4 min

Dor no tórax: o que é, causas, como identificá-la e tratá-la?

Ver mais artigos
Escrito por
FV

Dra. Flávia Verocai

Médica | Médica
Coordenadora da Unidade Cardiointensiva do Hospital São Lucas Copacabana