Logo

Cardiologia

3 minutos de leitura

Exame MAPA (24 horas): para que serve e como funciona

Aparelho monitora a pressão arterial mesmo durante o sono. Saiba quais são os cuidados durante o exame
FV
Dra. Flávia Verocai - Médica - MédicaAtualizado em 17/01/2024
Exame MAPA (24 horas): para que serve e como funciona

O coração é um dos órgãos mais importantes do nosso corpo e, para mantê-lo saudável, é preciso ficar de olho na pressão arterial. A hipertensão (ou pressão alta) é um problema comum entre os brasileiros e por causar sobrecarga no coração, pode desencadear diversas cardiopatias. Por isso, é importante monitorar a pressão arterial regularmente, especialmente através do exame MAPA, técnica simples e indolor que mede a pressão do paciente durante 24 horas, enquanto ele realiza suas atividades normais.​. ...

O que é o exame MAPA?

A Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA) é um exame que ajuda a medir a pressão arterial do paciente durante 24 horas seguidas, enquanto ele realiza suas atividades normais e até mesmo enquanto dorme. A técnica consiste na instalação de um aparelho que mede a pressão arterial a cada 20 minutos, a fim de obter um registro contínuo dos níveis de pressão arterial ao longo do dia.

Para que serve o exame MAPA 24 horas?

O MAPA é um exame muito útil para detectar variações na pressão arterial ao longo do dia, especialmente em casos de hipertensão e problemas relacionados. O exame é indolor e não invasivo, tornando-se uma opção segura para o diagnóstico e tratamento desses problemas.

O procedimento começa com a colocação de um manguito para medição da pressão arterial no braço do paciente. Esse manguito é conectado a um gravador portátil, que pode ser usado na cintura ou em uma pequena bolsa. “É importante ressaltar que o aferimento só pode ser realizado com o manguito colocado no braço e não em outras partes do corpo", esclarece a Dra. Flávia Verocai, responsável pela cardiologia do Hospital São Lucas Copacabana.

Quanto dura o exame e em quanto tempo sai o resultado?

Como o próprio nome diz: Monitorização Ambulatorial de Pressão Arterial, o exame MAPA monitora a pressão durante 24 horas. Já o resultado leva de quatro a sete dias para ficar pronto.

Exame MAPA: o que não pode fazer

A cardiologista recomenda que o paciente tome banho antes de iniciar o exame, uma vez que isto não poderá ser feito enquanto ele estiver com o aparelho.

“Caso a pessoa faça uso contínuo de medicamentos, ela deve listar os nomes, a quantidade de doses e os horários. Além disso, para a prática de atividades físicas, é bom consultar seu médico", afirma.

Quando o exame MAPA é recomendado?

O exame MAPA pode ser solicitado apenas para fins de check-up, mas também é indicado para o diagnóstico e acompanhamento de sintomas relacionados à pressão arterial, como a hipertensão.

Cardiologia no Hospital São Lucas Copacabana: atendimento com conforto e segurança no coração do Rio de Janeiro A cardiologia é um dos principais focos de atuação do Centro Médico São Lucas. O espaço, conduzido por uma equipe multidisciplinar especializada em diversas áreas cardiovasculares, une conforto, tecnologia e segurança para oferecer ao paciente uma experiência médica de excelência em quadros de baixa e alta complexidade.

  • Acompanhamento cardioncológico;
  • Acompanhamento para pacientes cardiopatas;
  • Arritmia e eletrofisiologia;
  • Avaliação de anestesiologista;
  • Avaliação de fisioterapia;
  • Avaliação de miocardiopatias;
  • Avaliação para cirurgia cardíaca;
  • Avaliação para procedimentos de hemodinâmica;
  • Avaliação para transplante cardíaco;
  • Cardiopatia estrutural;
  • Cirurgia vascular;
  • Doença coronariana;
  • Doenças orovalvares;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Prevenção cardiovascular;
  • Risco cirúrgico.

Exames especializados

  • Ecocardiograma transtorácico;
  • Eletrocardiograma (incluído na consulta);
  • Holter digital;
  • M.A.P.A. (monitorização ambulatorial da pressão arterial);
  • Teste cardiopulmonar e ergométrico;
  • Ultrassom vascular (arterial e venoso).

Além do acompanhamento especializado com equipe multidisciplinar, incluindo nutricionistas e psicólogos, também há a possibilidade de interação entre cardiologistas, oncologistas e cirurgiões para avaliação de pacientes e casos específicos.

Unidade Cardiointensiva do Hospital São Lucas Copacabana

No hospital, a Unidade Cardiointensiva é especializada no acolhimento de pacientes com problemas cardiológicos que precisem de observação intensiva, portadores de síndrome coronária aguda ou recém-operados de cirurgia cardíaca e vascular. Aqui, o paciente de alta complexidade é amparado pelo que há de melhor em tecnologia para monitorização e realização de exames e procedimentos. Seus 20 leitos são individuais e projetados para oferecerem segurança, comodidade e privacidade aos pacientes.

O paciente cardiopata encontra no Hospital São Lucas Copacabana procedimentos diagnósticos e terapêuticos de ponta para casos de baixa e alta complexidade. Para mais informações, consulte nossos canais de atendimento.

Agendar Consulta

Escrito por
FV

Dra. Flávia Verocai

Médica | Médica
Coordenadora da Unidade Cardiointensiva do Hospital São Lucas Copacabana

Artigos Relacionados

Angioplastia: o que é, quais são os tipos, para que é indicada e como se dá a recuperação

Cardiologia

4 min

Angioplastia: o que é, quais são os tipos, para que é indicada e como se dá a recuperação

Cateterismo cardíaco: o que é, quando realizar o exame e como é feito?

Cardiologia

4 min

Cateterismo cardíaco: o que é, quando realizar o exame e como é feito?

​É bastante provável que você já tenha ouvido a palavra cateterismo em algum momento, mas você sabe o que é isso? Entenda.
Ergoespirometria: o que é e como é feito o teste cardiopulmonar de exercício?

Cardiologia

5 min

Ergoespirometria: o que é e como é feito o teste cardiopulmonar de exercício?

Exame realizado em esteira ou bicicleta ergométrica avalia possíveis alterações cardíacas
Dor no tórax: o que é, causas, como identificá-la e tratá-la?

Cardiologia

4 min

Dor no tórax: o que é, causas, como identificá-la e tratá-la?

Ver mais artigos
Escrito por
FV

Dra. Flávia Verocai

Médica | Médica
Coordenadora da Unidade Cardiointensiva do Hospital São Lucas Copacabana