Logo

Saúde

4 minutos de leitura

Luxação: o que é, sintomas e o que fazer

O primeiro passo no tratamento da condição é ir para uma emergência ortopédica para reduzir a articulação
RM
Dr. Daniel Ramallo - Médico - coordenador do Departamento de Ortopedia do Hospital São Lucas CopacabanaAtualizado em 18/01/2024

A luxação é uma lesão aguda que quando ocorre, o indivíduo necessita ir imediatamente para emergência ortopédica para reduzir a articulação, colocando no lugar novamente.

Continue a leitura e saiba mais.

O que é a luxação?

Luxação é quando algum movimento ou trauma promove o “desencaixe" da articulação.

O nosso corpo tem movimento porque os ossos se encaixam para formar as articulações. É ali que os músculos atuam contraindo e relaxando para promover os movimentos. Tecnicamente, luxação é a perda da congruência articular, ou seja, um osso se desloca em relação ao outro, promovendo a perda desse encaixe.

Tipos de luxação mais comuns

As luxações mais comuns geralmente ocorrem nas seguintes articulações:

  • Ombros
  • Articulação patelo femoral (joelho)
  • Dedos das mãos e pés
  • Cotovelo

Essas áreas são mais suscetíveis a traumas que podem resultar em deslocamentos repentinos, parciais ou completos das extremidades dos ossos que compõem as respectivas articulações.

Outros tipos de lesões ortopédicas

Existem diversas outras lesões ortopédicas que podem afetar ossos, articulações, músculos e ligamentos. Algumas delas incluem:

  • Fraturas: quebra dos ossos, podendo ser simples ou complexa. O tratamento requer imobilização ou cirurgia de reconstrução para a melhora do paciente. A gravidade da lesão junto a parâmetros clínicos e faixa etária vão determinar qual o tratamento mais indicado.
  • Entorses: estiramento, ruptura parcial ou total dependendo da energia do trauma.
  • Lesões musculares: podem envolver distensões, rupturas ou contusões nos músculos.
  • Contusões: é o resultado de um trauma direto sobre determinado local do corpo.

Como prevenir uma luxação?

Embora algumas luxações possam ocorrer devido a eventos imprevisíveis ou acidentais, há medidas que podem reduzir o risco de sofrer uma luxação. Entre elas estão:

Fortalecer os músculos: manter os músculos ao redor das articulações fortes ajuda a oferecer suporte e estabilidade. Incorporar exercícios de fortalecimento muscular, especialmente aqueles direcionados às áreas propensas a luxações, pode ajudar a prevenir lesões.

Evitar movimentos bruscos: especialmente em esportes ou atividades físicas intensas. Treine com auxílio de um profissional para adquirir uma boa técnica e evite movimentos excessivamente fortes ou descontrolados.

Proteger-se durante esportes: dependendo da modalidade, será preciso investir em dispositivos de segurança como capacete, cotoveleiras e joelheiras.

Sintomas de luxação

A luxação promove uma deformidade aparente no local. Geralmente, um abaulamento (caracterizado por protuberância ou saliência anormal na área) pode ser facilmente notado apenas ao observar a região afetada.

A perda total do movimento também é bem comum, uma vez que o desencaixe da articulação bloqueia o movimento.

Além disso, pode-se observar ainda dormência no local que é irradiada para outros locais. Contudo, muitas vezes à luxação é acompanhada de muita dor.

Diagnóstico de luxação

Uma articulação luxada é uma urgência ortopédica. É mandatório ir a uma emergência para fazer analgesia e redução.

Redução é uma manobra que o ortopedista faz para colocar a articulação no lugar novamente.

Uma radiografia de controle e seguimento ambulatorial do caso também é necessária. Muitas vezes a luxação pode vir acompanhada de fratura ou lesão ligamentar. Nesses casos pode ser necessária uma condução mais específica do caso.

A luxação pode vir acompanhada de fraturas. São as chamadas lesões secundárias. Nesses casos elas são consideradas mais graves e nem sempre a articulação permanece estável ao voltar para o lugar.

Leia também:Bold como agir em caso de trauma ortopédico

Tratamentos para luxação

A luxação é uma urgência ortopédica e deve ser conduzida por um especialista em um hospital, como em um pronto-socorro, que tenha raio-x e todos o arsenal analgésico a disposição. Caso uma articulação seja malconduzida, grandes danos permanentes ao paciente podem permanecer e trazer sequelas.

Primeiramente, deve ser ofertado aos pacientes analgésicos. Grandes centros de ortopedia como hospital São Lucas de Copacabana possuem o bloqueio seletivo, um método mais moderno do mundo para acabar a dor do paciente e dar conforto com doses muito baixas de medicamentos. Com paciente mais confortável e relaxado é indispensável que o ortopedista reduza (colocar no lugar) a articulação.

Após a articulação reduzida, imobilização e exames de imagem são realizados. Confirmando o posicionamento correto da articulação e excluindo lesões secundárias, o paciente deve ir de alta imobilizado, com prescrição de analgésicos. É muito importante o acompanhamento ambulatorial nesses casos e muitas vezes temos que reabilitar a articulação acometida

Casos mais graves (como luxação inveterada, ou seja, que não volta para o lugar ou permanece instável; fraturas graves associadas, lesões vasculares e neurológicas) podem ter indicação cirúrgica. Por isso, a luxação é tida como uma lesão grave que necessariamente deve ser conduzida por especialista em regime de urgência.

Leia também:Bold Quedas e fraturas em idosos como prevenir

Agendar Consulta

Escrito por
RM

Dr. Daniel Ramallo

Médico | coordenador do Departamento de Ortopedia do Hospital São Lucas Copacabana

Artigos Relacionados

Novo dispositivo promete anular som de roncos

Saúde

1 min

Novo dispositivo promete anular som de roncos

A Silent Partner, uma startup britânica, desenvolveu um dispositivo capaz de anular o barulho de roncos
Artrite reumatoide: entenda quais as causas, sintomas da doença e qual o tratamento indicado para cada caso

Saúde

3 min

Artrite reumatoide: entenda quais as causas, sintomas da doença e qual o tratamento indicado para cada caso

Com o tratamento adequado é possível prevenir deformações causadas por essa doença autoimune
Qual a importância do alongamento para a prevenção de doenças?

Saúde

2 min

Qual a importância do alongamento para a prevenção de doenças?

A prática, a longo prazo, proporciona mais flexibilidade e é capaz até de melhorar a circulação sanguínea
Hábitos que ajudam a ter mais disposição no dia a dia

Saúde

2 min

Hábitos que ajudam a ter mais disposição no dia a dia

Veja dicas para viver uma vida mais plena e satisfatória
Ver mais artigos
Escrito por
RM

Dr. Daniel Ramallo

Médico | coordenador do Departamento de Ortopedia do Hospital São Lucas Copacabana