Logo

Nefrologia

4 minutos de leitura

Dor nos rins: saiba como identificar, quais são as possíveis causas e tratamentos

Quando algo não vai bem no trato urinário, um dos primeiros sinais enviados é a dor nos rins. Conheça as causas.
PR
Dr. Pedro Tulio Rocha - Nefrologista - MédicoAtualizado em 11/01/2024
Dor nos rins: saiba como identificar, quais são as possíveis causas e tratamentos

Apesar de medirem cerca de apenas 10 cm, os rins estão entre os órgãos mais importantes para a sobrevivência do ser humano. Isso ocorre porque é a estrutura responsável, juntamente com o fígado, pela filtragem do sangue e eliminação de substâncias nocivas ao organismo, as chamadas toxinas, que são expelidas pela urina.

Quando algo não vai bem no trato urinário, um dos primeiros sinais enviados é a dor nos rins, um desconforto intenso na parte inferior das costas. Nessas ocasiões, é comum que a gente se pergunte se essa dor é muscular ou renal. Abaixo, confira a explicação do Dr. Pedro Tulio Rocha, nefrologista do Hospital São Lucas Copacabana.

Sintomas de problemas nos rins

Os principais sintomas de doenças renais são:

  • dor ao urinar;
  • vontade de fazer xixi frequentemente;
  • febre;
  • mudança na coloração da urina: laranja, vermelha, marrom ou preta;
  • náuseas e vômitos;
  • cheiro forte na urina.

Como identificar a dor nos rins?

Além dos sintomas acima, a dor na região das costas é um clássico sinal de que há algo de errado com os rins. Abaixo, o médico explica como diferenciar o desconforto renal da lombalgia, mas antes é necessário entender exatamente onde os rins estão.

Onde os rins ficam?

Os rins estão localizados ao lado da coluna vertebral e, por meio de artérias e veias, se conectam à aorta, à veia cava e, por meio da aorta, à bexiga.

Como diferenciar lombalgia de dor nos rins?

Geralmente, a dor nos rins ocorre abaixo do tórax; na coluna (em apenas um ou nos dois lados); na região próxima à virilha e no osso púbis, localizado no fundo das costas, logo acima do bumbum. A principal diferença entre a dor nos rins e a lombalgia está na periodicidade de ambas. “A cólica renal surge de repente, de forma aguda, melhora um pouco e logo volta. Já a dor lombar aparece esporadicamente e se apresenta como um peso, pontada ou queimação, que piora durante o movimento", explica o especialista.

O que causa dor nos rins?

Da pancada ao câncer, as causas de dor nos rins são várias. Conheça algumas delas:

  • pedra nos rins: obstrui o ureter, tubo que leva a urina até a bexiga, e o incômodo pode se estender para a barriga e o órgão genital;
  • infecções renais: causadas por micro-organismos, uma das manifestações é o cheiro forte na urina;
  • cisto: a dor é justificada pela compressão do órgão. Além dos sintomas característicos, também favorece o surgimento de infecções urinárias de repetição e pressão alta;
  • hidronefrose: inchaço do rim causado pelo acúmulo de urina;
  • lesões: podem causar inflamação nos rins;
  • câncer: a dor nos rins em caso de câncer renal aparece apenas em estágios mais avançados da doença e está associada à presença de sangue na urina.

Como é feito o diagnóstico?

A nefrologia é a área especializada no trato urinário e cuida de problemas como os mencionados acima. O Dr. Pedro Tulio detalha que “após ouvir o relato do paciente (processo chamado de anamnese), o profissional pode solicitar exames como a dosagem de creatinina, a ultrassonografia e a tomografia computadorizada".

Como aliviar as dores nos rins?

Segundo o médico, o tratamento das dores nos rins pode ser feito com o uso de analgésicos simples, progredindo para derivados da morfina e antibióticos em caso de infecções. Para quadros de cálculo renal, podem ser considerados procedimentos cirúrgicos de retirada ou trituração da pedra.

Nefrologia no Hospital São Lucas Copacabana: referência no Rio de Janeiro

Nos últimos anos, o Hospital São Lucas Copacabana expandiu sua atuação em Nefrologia, tornando-se uma das referências na especialidade. O HSL conta com um corpo clínico especializado e de alta competência para intervenções cirúrgicas – incluindo procedimentos cirúrgicos complexos, como o transplante. Atualmente, o HSL é o único hospital da cidade do Rio de Janeiro a realizar o transplante duplo de rim-pâncreas, além do transplante renal.

No Centro Médico São Lucas, o paciente tem acesso a atendimento clínico e tratamento ambulatorial em doenças renais através de equipe multidisciplinar para o acolher e dar suporte em toda a linha de cuidado. Nele, podem ser feitos exames de rastreio e diagnóstico, assim como de acompanhamento.

Grandes diferenciais do Centro Médico São Lucas

  • Consultas ambulatoriais de diversas especialidades médicas em um mesmo local, o que permite um atendimento multidisciplinar mais ágil e integrativo, além de comunicação mais direta entre os profissionais envolvidos no cuidado de cada paciente.
  • O paciente pode contar com a estrutura e todos os serviços de um hospital de alta complexidade.
  • Corpo clínico dedicado ao ensino e pesquisa clínica .
  • Alta tecnologia de exames e procedimentos para prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação dos nossos pacientes.
  • Nossas equipes seguem rígidos protocolos de certificação de qualidade para assegurar a segurança dos pacientes, sem perder nossa vocação para o atendimento humanizado.

Para mais informações, consulte nossos canais de atendimento.

Agendar consulta

Escrito por
PR

Dr. Pedro Tulio Rocha

Nefrologista | Médico

Artigos Relacionados

Conheça a relação entre o diabetes e a saúde dos rins

Nefrologia

2 min

Conheça a relação entre o diabetes e a saúde dos rins

Entenda como o diabetes pode afetar a saúde dos rins e como evitar problemas renais.
Hemodiálise: quando ela é necessária?

Nefrologia

2 min

Hemodiálise: quando ela é necessária?

Tratamento para insuficiência renal realiza funções que o rim não consegue mais fazer
Cinco motivos para beber mais água

Nefrologia

1 min

Cinco motivos para beber mais água

Quantidade indicada por dia é de, no mínimo, 2 litros
dialise-e-hemodialise

Nefrologia

4 min

Diálise e hemodiálise: diferenças, o que são e indicações

Você sabia que, no Brasil, milhares de pessoas precisam recorrer à diálise e hemodiálise para manter a saúde e a qualidade de vida?
Ver mais artigos
Escrito por
PR

Dr. Pedro Tulio Rocha

Nefrologista | Médico