Logo

Nefrologia

2 minutos de leitura

Nefrologia: o que é a especialidade, nefrologia pediátrica e quando é necessário procurar um nefrologista

PR
Dr. Pedro Tulio Rocha - Nefrologista - MédicoAtualizado em 12/01/2024
Nefrologia

​Na medicina, as áreas de atuação se definem a partir da idade do paciente, da região do corpo em que a alteração se encontra e do tipo de abordagem médica exigida para o tratamento do caso. Dessa forma, especialidades distintas podem cuidar de uma mesma área, mas com técnicas diferentes, como é o caso da urologia e da nefrologia, por exemplo. Saiba mais sobre o trabalho do nefrologista.

O que é nefrologia?

Os rins cumprem um papel de suma importância para o funcionamento dos demais órgãos, uma vez que ele é responsável pela filtragem do sangue que percorre todo o corpo. Para o estudo, diagnóstico e tratamento clínico de condições que comprometem as funções do sistema renal, contamos com a nefrologia, que cuida do sistema reprodutor masculino e do trato urinário como um todo, de homens e mulheres.

Quando é necessário procurar um nefrologista?

Normalmente, muitos pacientes buscam esse profissional quando há queixa relacionada ao sistema urinário. Também não é raro que, após uma investigação preliminar, o profissional de urologia ou clínico geral encaminhe o caso para a nefrologia, que é a área especialista em disfunções renais como cálculos, lesões, tumores e insuficiência renal. Você deve procurar um nefrologista se apresentar:

  • Dor nas costas;
  • Cólica;
  • Dor ao urinar;
  • Alterações na urina (cor, cheiro ou presença de sangue).

Nefrologia pediátrica: o que é a especialidade?

Através da nefrologia pediátrica é possível prevenir, diagnosticar e tratar doenças que atinjam pacientes de 0 a 12 anos. Além disso, nefrologistas podem dar suporte aos pais durante o processo de “desfralde" das crianças, orientar sobre questões congênitas, hereditárias ou malformações nos rins e auxiliar no controle da diabetes e hipertensão arterial infantil.

De quais doenças um nefrologista cuida?

O Dr. Pedro Tulio Rocha, nefrologista do Hospital São Lucas Copacabana, explica que as principais condições assistidas pela área são:

  • Doenças primárias do rim: glomerulopatia (lesão em pequenos vasos sanguíneos dos rins) e nefrites (inflamação do rim);
  • Acometimento renal por doenças sistêmicas como hipertensão e diabetes;
  • Acompanhamento clínico e prevenção da formação de novos cálculos renais;
  • Transplante renal;
  • Acompanhamento de lesões císticas renais.

Nefrologia no Hospital São Lucas Copacabana

Nos últimos anos, o Hospital São Lucas Copacabana tem se consolidado como referência em nefrologia. Aliando inovação e corpo clínico especializado, oferecemos conforto para pacientes que precisam de transplante renal, e somos o único hospital da cidade do Rio de Janeiro a realizar o transplante duplo de rim-pâncreas.

“Temos atendimento completo ao paciente com doença renal, que integra várias fases do tratamento (clínico, dialítico e transplante), com uma equipe multidisciplinar especializada, levando o melhor da nefrologia disponível", conclui o médico.

Agendar consulta

Escrito por
PR

Dr. Pedro Tulio Rocha

Nefrologista | Médico

Artigos Relacionados

Dor nos rins: saiba como identificar, quais são as possíveis causas e tratamentos

Nefrologia

4 min

Dor nos rins: saiba como identificar, quais são as possíveis causas e tratamentos

Quando algo não vai bem no trato urinário, um dos primeiros sinais enviados é a dor nos rins. Conheça as causas.
Conheça a relação entre o diabetes e a saúde dos rins

Nefrologia

2 min

Conheça a relação entre o diabetes e a saúde dos rins

Entenda como o diabetes pode afetar a saúde dos rins e como evitar problemas renais.
Hemodiálise: quando ela é necessária?

Nefrologia

2 min

Hemodiálise: quando ela é necessária?

Tratamento para insuficiência renal realiza funções que o rim não consegue mais fazer
Cinco motivos para beber mais água

Nefrologia

1 min

Cinco motivos para beber mais água

Quantidade indicada por dia é de, no mínimo, 2 litros
Ver mais artigos
Escrito por
PR

Dr. Pedro Tulio Rocha

Nefrologista | Médico